Jogo de Damas

Se os afetos movem um coreógrafo, perpassam as suas obras. A conhecida alegria da coreógrafa e pesquisadora Esther Weitzman faz da estreia de Jogo de Damas, um motivo de comemoração da dança carioca. Às vésperas de completar 14 anos de existência e de trabalho continuado na ciddae do Rio de Janeiro, a Esther Weitzman Companhia de Dança chancela a criação desta nova obra, seguindo o investimento de ladear os seus integrantes com intérpretes especialmente convidados. Cada nome, uma singularidade entendida como  princípio e fim do dançar – compromisso ético aprendido de sua mestra Angel Vianna, cuja herança a coreógrafa exerce diariamente nos seus 25 anos de atividade como educadora do movimento.

Em Jogo de Damas, esse aspecto torna-se especialmente significativo na medida do interesse de Weitzman em investir na experiência dançante como elenco constitutivo da fatura coreográfica. Experiência, no caso, diz do presente e do passado das bailarinas que compõem o elenco. intérpretes, todas mulheres, dentre elas Camila Fersi, Giselda Fernandes, Gisele Alvim, Manuela Weitzman, Monnica Emilio, Patricia Riess, Renata Maciel e Roberta Repetto, perfazem entre si o duplo sentido que nome ao espetáculo.

A escolha pela convivência no palco de várias faixas etárias é a chave do sentido da dança da obra. A coreografia é uma cena porque a dança tornou-se jogo, a ponto de extrair expressividade da  vivência do movimento. Este traço marca a poética de Weitzman pautada por consistente e longeva pesquisa desenvolvida no diálogo entre a dança e o silêncio, responsável pela criação de intensas paisagens físicas em seus trabalhos.

Jogo de Damas promete o Lúdico e o poético ao público iniciado e não iniciado no s jogos da dança contemporânea, investindo no quanto as variadas intensidades afetivas geradas na atualidade do jogo atuam na corporeidade dançante a ponto de transformá-la continuamente no atrito da experiência. Possibilidade de atar o laço entre palco e plateia que, uma vez dentro da casa teatral, são também tornados participantes entre si de um ato de jogar

Thereza Rocha

 

Ficha Técnica

Concepção/coreografia/direção Esther Weitzman

Bailarinas/Criadoras Camila Fersi /Giselda Fernandes/ Gisele Alvim /Manuela Weitzman/  Mônnica Emilio/ Patricia Riess / Renata Maciel /Roberta Repetto

Bailarinas participantes da criação Claudia Horta/ Mariana Souza/ Thamiris Carvalho

Bailarinas estagiárias Emeline Abib e Maria Noujaim 

Ensaiadora Miriam Weitzman

 Desenho de luz  José Geraldo Furtado

Projeto Gráfico  Flavio Pereira

Figurino Gerah Diaz e André Camacho

Fotos Renato Mangolin

Assessoria de imprensa Claudia Oliveira

Professores da Companhia Esther Weitzman (Dança Contemporânea), Alexandre Bhering (Mat Pilates), Miriam Weitzman (Técnica Alexander)

Professores das Oficinas Carolina Pedalino , Denise Stutz

Professores convidados Toni Rodrigues , Paulo Marques e Guto Macedo

Redação de textos Thereza Rocha

Tradução André Bern

Operação de luz  Raphael Cassou

Vídeo maker Gustavo Gelmini

Direção de produção  Sabrine Muller

Produção Abraço Produções

Realização Esther Weitzman Companhia de Dança


About the Author



Comments are closed.

Back to Top ↑